NOTÍCIAS                                         

:

CONVOCAÇÃO DE ASSEMBLEIA GERAL ORDINÁRIA PARA ELEIÇÃO DO CONSELHO E DIRETORIA DA SOCIEDADE AMIGOS DA CIDADE JARDIM (SACJ)

A Sociedade Amigos da Cidade Jardim (SACJ), com sede nesta cidade, na rua Alvarenga, nº 700, Butantã, por meio de sua Diretoria, devidamente representada por seu Presidente, Sr. Marcelo Gatti Reis Lobo, CONVOCA todos os associados contribuintes da SACJ, para a Assembleia Geral Ordinária que será realizada no Jockey Club, av. Lineu de Paula Machado, 1263, 4º andar, São Paulo, capital, às 19 horas, do dia 17 de agosto de 2016, em primeira convocação, com a presença de 15 associados e às 20 horas, em segunda convocação, com qualquer número de associados para a seguinte ordem do dia:

1) Balanço da gestão;

2) Apresentação, discussão e aprovação de contas;

3) Novo empreendimento do “ Varanda” e negociações com a SACJ;

4) Medidas interpostas contra Aveiro (JHSF) e futuras decisões;

5) Ruído de aviões no Morumbi;

6) Eleição do conselho e da diretoria da SACJ para o mandato 2016/2018.


São Paulo, 5 de agosto de 2016.

Marcelo Gatti Reis Lobo.

Presidente da Sociedade Amigos da Cidade Jardim (SACJ)

 

PARQUE ALFREDO VOLPI TEM NOVO CONSELHO GESTOR

Realizadas no último domingo, 7 de agosto, as eleições para o Conselho Gestor do Parque Alfredo Volpi contabilizaram um total de 37 votos para o segmento frequentadores/moradores e um voto para o segmento entidades, no qual foi eleita por aclamação a Sociedade Amigos da Cidade Jardim (SACJ).

A classificação da apuração da urna para o segmento frequentadores/moradores ficou assim: Helena Caldeira e Caldeira (14 votos); Francisca Stella Fagá Alves (10 votos); Mariana de Fátima Gallardo Raimundo (7 votos) e Maria Laura Vinci de Moraes (6 votos). São 3 titulares e 1 suplente para este segmento.

A posse do novo conselho será no dia 25 de agosto, às 18h, no auditório térreo da Secretaria do Verde e Meio Ambiente (rua do Paraíso, 387, São Paulo, capital).

 

INSCRIÇÕES PARA CHAPAS CONCORREREM À DIRETORIA E CONSELHO DA SACJ SERÃO ABERTAS NESTA SEGUNDA-FEIRA)

Começa nesta segunda-feira, 8 de agosto, às 10h, e termina também na segunda-feira, dia 15 de agosto, às 17h, o prazo para inscrições de chapas interessadas em concorrerem às eleições para o Conselho e Diretoria da Sociedade Amigos da Cidade Jardim (SACJ).

As chapas deverão ter um nome e os candidatos aos respectivos cargos deverão ser relacionados no ato da inscrição. Os cargos que deverão ser preenchidos são de Presidente, Vice-presidente, Diretor Administrativo, Diretor Jurídico, 1º e 2º Tesoureiros, Diretor Social, 1º e 2º Secretários e 20 conselheiros.

Para se inscrever, o representante da chapa deverá trazer os seguintes documentos de todos os candidatos: Cédula de Identidade, CPF e comprovante de residência. No ato da inscrição, deverá preencher um requerimento.

As inscrições serão feitas na sede da SACJ (Rua Alvarenga, 700 – Sala 2 – Butantã, São Paulo, capital – Fone: 3031-6637)

 

 

SOCIEDADE AMIGOS DA CIDADE JARDIM E PARQUE ALFREDO VOLPI PARTICIPAM DA CAMPANHA DO AGASALHO 2016

A Sociedade Amigos da Cidade Jardim (SACJ) e o conselho gestor do Parque Alfredo Volpi estão participando da Campanha do Agasalho 2016, promovida pelo Fundo Social de Solidariedade do Estado de São Paulo, organizada pela distrital Oeste da Associação Comercial de São Paulo.

A campanha já teve início e 22 de junho é o último dia para doação. Ao final da campanha, as doações serão distribuídas para entidades beneficentes situadas em bairros da Subprefeitura do Butantã.

Os postos de coleta estão disponíveis na sede da Sociedade Amigos da Cidade Jardim, SACJ (Rua Alvarenga, 700 – Sala 2, Butantã – das 10h às 18h, de segunda a sexta-feira, fone: 3031-6637), na administração do Parque Alfredo Volpi (Av. Oscar Americano, nº 480, das 6h às 18h, todos os dias, fone: 3031-7052) e no Varanda Frutas & Mercearia (Praça Deputado Dario de Barros, 401 – de segunda a sexta-feira, das 6h às 2h e aos sábados e domingos, das 8h às 24h, fone: 3035-5857).

Contamos com a sua participação. Doe, lembre-se que um pequeno gesto pode fazer a diferença para um grande número de pessoas.

 

MORADORES SE UNEM PELO FIM DO INTENSO TRÁFEGO AÉREO NA REGIÃO DO MORUMBI

A Sociedade Amigos da Cidade Jardim (SACJ), junto a representantes de associações do Jardim Guedala, Jardim Leonor, Morumbi, Vila Sônia e Vila Morse, entre outras, estão atuando ativamente pelo fim dos transtornos provocados pelo intenso tráfego de aeronaves que tomou conta desses bairros.

Nesse sentido, a SACJ é uma das patrocinadoras da contratação de empresa especializada em consultoria aeronáutica para elaboração de um estudo de rotas alternativas, e também para representá-la, e às demais associações, junto ao Comando da Aeronáutica, em especial às organizações subordinadas ao Departamento do Controle do Espaço Aéreo – DECEA, para toda e qualquer demanda relacionada ao tema.

A contratação da empresa ocorreu após a SACJ, junto aos representantes de outras entidades, ter se reunido, no final de março, no Aeroporto de Congonhas, em São Paulo, com representantes do DECEA (Departamento de Controle do Espaço Aéreo). Na ocasião, o Coronel Sanches, chefe do SRPV-SP (Serviço Regional de Proteção ao Voo) comentou que a análise da situação feita pelos moradores da região do Morumbi, facilita a avaliação por parte do DECEA. “Vamos pegar as informações e, se puder melhorar, é claro que vamos melhorar”, disse.

Esse encontro foi agendado pelo vereador Natalini (PV/SP) e o sr. Roberto Marins, que já foi piloto, falou em nome dos moradores da região do Morumbi.

Antes dessa reunião, a SACJ também esteve reunida, em fevereiro desse ano, com a dra. Claudia Cecilia Fedeli, da Promotoria de Justiça do Meio Ambiente da capital, que incluiu, em representação já aberta naquele órgão, as demandas sobre o ruído excessivo provocado pelo intenso tráfego de aviões na região. A reclamação conjunta já originou a instauração de um Inquérito Civil.

COMEÇAM INSCRIÇÕES PARA ELEIÇÕES DO CONSELHO GESTOR DO PARQUE ALFREDO VOLPI

Começou em 31 de maio e termina em 1º de julho, o prazo para inscrições e entrega de documentos dos candidatos que concorrerão a vagas no Conselho Gestor do Parque Alfredo Volpi para o biênio 2016/2018.

Neste pleito serão eleitos três titulares e três suplentes do segmento Frequentadores; um titular e um suplente do segmento Trabalhadores; e um titular e um suplente do segmento Entidades/movimentos e instituições.

Para o segmento Frequentadores podem se inscrever pessoas maiores de 18 anos que frequentam o parque e residam no subdistrito do Butantã. A inscrição será efetivada com a apresentação da cópia e original do RG e do comprovante de endereço, além de uma foto 3 X 4 recente e a ficha de inscrição devidamente preenchida, assinada e entregue para o interessado na administração do parque. Uma das exigências para a inscrição de representantes de entidades/movimentos e instituições, é que esta esteja localizada em São Paulo, subdistrito do Butantã. A inscrição é feita mediante a apresentação do Estatuto, ata de eleição da última diretoria, CNPJ, comprovante de endereço, carta de indicação do representante assinada pela diretoria, bem como original e cópia do RG e foto 3 X 4 recente do candidato.

Nas eleições, que acontecem no dia 7 de agosto, domingo, podem votar - em apenas um candidato do segmento dos frequentadores -, maiores de 16 anos residentes no subdistrito do Butantã, portadores de RG ou CNH e comprovante de endereço.

Apenas representantes, devidamente indicados por entidades/movimentos e instituições podem votar no mesmo segmento ou na ausência de entidades votantes, a escolha é feita por aclamação.

Vale lembrar ainda, que o prazo de inscrições será prorrogado até 1º de julho caso não sejam atingidas as exigências legais de paridade de gênero.

A composição do Conselho Gestor é determinada pela Lei nº 15.910, de 27 de Novembro de 2013, em seu art. 4º, “Os Conselhos Gestores dos Parques Municipais serão constituídos por, no mínimo, oito membros e seus respectivos titulares” sendo: quatro representantes da sociedade civil, sendo três frequentadores e uma entidade/movimento e instituição; um representante dos trabalhadores do respectivo parque; três representantes do poder executivo (Um administrador, representante da SVMA e coordenador do conselho gestor; um indicado pela Subprefeitura e um indicado por outra Secretaria Municipal).

LEI DE ZONEAMENTO SANCIONADA TROUXE ALGUNS AVANÇOS PARA A CIDADE JARDIM

 

Sancionada pelo prefeito Fernando Haddad no final de março, a nova Lei de Zoneamento trouxe alguns avanços para o bairro da Cidade Jardim.

Entre os pleitos da Sociedade Amigos da Cidade Jardim (SACJ) que foram atendidos, destacam-se a transformação da rua São Valério em ZCOR 1 (Zona Corredor 1), a substituição de uma ZEU (Zona de Estruturação Urbana) no início da Av. Tajurás por uma ZM (Zona Mista),  a manutenção como ZCOR 1 (Zona Corredor 1) do trecho da av. Morumbi entre a av. Francisco Morato e a av. Oscar Americano, a substituição de ZER 1 (Zona Estritamente Residencial 1) para ZCOR 2 (Zona Corredor 2) na rua Alcebíades Delamare, além da manutenção das avenidas  Begônias e Magnólias como ZER (Zona Estritamente Residencial). Acesse o MAPA para visualizar as alterações.

Na opinião do presidente da SACJ, Marcelo Gatti Reis Lobo, houve avanços para nossa região, porém, duas demandas importantes da SACJ não foram atendidas, a substituição de uma ZC (Zona de Centralidade) por uma ZCOR 1 (Zona Corredor 1) no entorno do Parque Alfredo Volpi/Hospital São Luiz e a retirada de uma ZEU (Zona de Estruturação Urbana) na esquina das avenidas Lineu de Paula Machado com Francisco Morato.

“Essa lei vai criar um adensamento populacional muito ruim para o nosso bairro, principalmente na área de estruturação urbana (ZEU) e na de centralidade (ZC), ao lado do parque Alfredo Volpi. Estávamos na expectativa de modifica-las através de emenda de vereadores, o que não ocorreu. Agora a diretoria vai estudar quais as medidas jurídicas serão tomadas para impedir a descaracterização do loteamento Cidade Jardim”, finalizou Marcelo Gatti Reis Lobo.

 

MORADORES SE UNEM CONTRA POLUIÇÃO SONORA PROVOCADA PELO AUMENTO DO TRÁFEGO AÉREO

Na segunda-feira, 1º de fevereiro, a Sociedade Amigos da Cidade Jardim (SACJ) esteve presente em reunião de moradores do Jardim Guedala em busca de soluções para a ocorrência do aumento da poluição sonora provocada pelo intenso tráfego de aviões que tomou conta da região nos últimos meses.

Como há um inquérito civil aberto na Promotoria de Meio Ambiente da Capital sob o nº 14.0482.0000366/2015 – 6ª PJMAC, sobre Poluição sonora – alteração de rota de helicópteros sobre os bairros Morumbi, Vila Sônia e Vila Morse, ficou decidido que vamos incorporar nossas demandas a ele.

Decidimos desenvolver um abaixo-assinado físico – não pode ser digital – com nomes, RGs, endereços e assinaturas de moradores para anexar aos autos.

O abaixo-assinado ficará disponível em nossa sede e percorrerá a região através dos moradores da região.

Contamos com você para fazer parte desse movimento! Em breve teremos novidades.

 

Sociedade Amigos da Cidade Jardim (SACJ).

 

SUBSTITUTIVO AO PROJETO DE LEI DO ZONEAMENTO DECEPCIONA POR AUSÊNCIA DE MUDANÇAS PROPOSTAS PELA SOCIEDADE CIVIL

Foi aprovado nesta segunda-feira, 7 de dezembro, pela Comissão de Política Urbana, Metropolitana e de Meio Ambiente da Câmara Municipal, o substitutivo à Lei de Zoneamento, Projeto de Lei 272/15.

Assim como ocorreu com outras associações de moradores, poucas foram as modificações propostas pela Sociedade Amigos da Cidade Jardim (SACJ) acatadas ao substitutivo ao texto original apresentado pelo Executivo, em junho. Entre elas, está a retirada da ZEU (Zona de Estruturação Urbana) do início da av. dos Tajurás, que foi mantida como ZCOR 2.

A solicitação da SACJ para que o entorno do Parque Alfredo Volpi fosse uma ZCOR 1 (Zona Corredor 1), onde o gabarito máximo de altura é de 10 metros, não foi atendida. A região foi mantida como ZC (Zona de Centralidade), onde o gabarito de altura máximo para construções é de 48 metros (confira na tabela).

Algumas vias ficaram exatamente como propostas no texto original da lei. É o caso da av. Lineu de Paula Machado, av. Oscar Americano e um trecho da Morumbi, mantidas como ZCOR 2. Também não foi retirada a ZEU (Zona de Estruturação Urbana) proposta na esquina da av. Lineu de Paula Machado com a av. Francisco Morato.

A Sociedade Amigos da Cidade Jardim (SACJ) continua sua luta em busca do atendimento às suas solicitações, fazendo gestões junto a vereadores para que eles se comprometam a incorporar suas emendas ao texto. Isso poderá ser feito, até depois da primeira votação da lei em plenário.

Tramitação Na terça-feira, 8 de dezembro, uma primeira sessão plenária para aprovação do texto substitutivo foi convocada. Nem bem teve início, foi adiada por falta de quórum na convenção de comissões que iriam examiná-la.

Uma sessão extraordinária para debate exclusivo sobre o PL foi marcada para o dia 10 de dezembro, às 10h, e adiada por falta de consenso entre os vereadores. Porém, o assunto já estava previsto na pauta da sessão ordinária que aconteceria às 15h e foi novamente retirado da pauta. Os presentes no plenário foram informados que o assunto será objeto de nova sessão na próxima semana, ainda sem data definida.

OBJETIVO DA SACJ É QUE MEDIDAS EXIGIDAS PARA MINIMIZAR IMPACTOS A MORADORES DA CIDADE JARDIM, DURANTE O BRAHMA VALLEY, SE TORNEM PERMANENTES

Apesar dos imprevistos ocorridos durante a realização do Festival Brahma Valley neste fim de semana (28 e 29/11) nas dependências do Jockey Club, a Sociedade Amigos da Cidade Jardim (SACJ), avalia que as providências que tomou junto aos organizadores do evento foram essenciais. Entre elas, destaca o bloqueio das vias internas do bairro com a canalização do trânsito para os corredores. A ideia posta em prática durante o evento, é um projeto da SACJ,o do Bairro Protegido, que pretende preservar a qualidade de vida dos moradores do bairro da Cidade Jardim. E como isso seria feito? Com a ampliação das calçadas, o estreitamento do leito carroçável e a implantação de ciclovias, o que diminui o tráfego nas vias internas do bairro, passando as vias a serem usadas exclusivamente para o trânsito local dos moradores. Vale destacar ainda, que, durante o Brahma Valley, a av. Lineu de Paula Machado, ponto histórico de prostituição e tráfico de drogas, ficou livre desses problemas cotidianos, fato que pode ser atribuído ao bloqueio das vias. Isso mostrou que o objetivo da SACJ em reduzir o fluxo de veículos nas ruas internas do bairro também possibilitará desenvolver um sistema de segurança eficaz, seja por câmeras e/ou homens, melhorando a qualidade de vida, preservando o meio ambiente e, consequentemente, valorizando os imóveis. Para que a Sociedade Amigos da Cidade Jardim (SACJ) viabilize essas propostas, precisamos do apoio dos moradores.

Associe-se! PARTICIPE da SACJ.

Só com seu apoio e a união das nossas forças, o bairro Cidade Jardim vai melhorar.

 

PRIMEIRA DEVOLUTIVA DA LEI DE ZONEAMENTO SERÁ APRESENTADA EM AUDIÊNCIA PÚBLICA NESTA SEGUNDA, 23 DE NOVEMBRO

Será nesta segunda-feira, 23 de novembro, a partir das 19h, na Câmara Municipal de São Paulo, a primeira audiência pública para apresentação da primeira devolutiva do texto da Lei de Zoneamento. Acesse para ver na íntegra:

http://www.camara.sp.gov.br/blog/texto-provisorio-de-relatorio-com-proposta-de-substitutivo-ao-projeto-de-lei-2722015-executivo/

As contribuições da sociedade civil para alterações ao texto podem ser feitas via site http://www.camara.sp.gov.br/zoneamento/participe/ ou participando das audiências públicas.

Pelo que foi observado pelo urbanista Ivan Maglio, que fez o estudo de alterações proposto pela SACJ, nesta primeira versão não há praticamente nenhuma alteração na lei com relação à proposta original.

A Sociedade Amigos da Cidade Jardim (SACJ) vai continuar lutando para que seus pleitos sejam atendidos, seja através da mobilização de seus moradores ou por meio de gestão junto aos vereadores durante o processo de votação do projeto em plenário.

Diretoria da Sociedade Amigos da Cidade Jardim (SACJ)

SACJ SE MOBILIZA PARA MINIMIZAR IMPACTOS DE FESTIVAL QUE ACONTECERÁ NO JOCKEY CLUB EM NOVEMBRO

Assim que a Sociedade Amigos da Cidade Jardim (SACJ) ficou sabendo da realização do evento no Jockey Club de São Paulo nos próximos dias 28 e 29 de novembro, o Brahma Valley, festival de música sertaneja para o qual são esperadas cerca de 40 mil pessoas por dia, nos mobilizamos no sentido de buscar informações quanto a sua regularidade e dos trabalhos que serão realizados para minimizar os impactos que evento de tal dimensão causará ao bairro da Cidade Jardim (vídeo anexo). Preparem-se!

A SACJ realizou reuniões com os responsáveis do Jockey e com a empresa organizadora do evento. Estiveram presentes na reunião o presidente da SACJ, Marcelo Gatti Reis Lobo, e sua diretora executiva, Solange Melendez.

Na ocasião, foram solicitados todos os termos de anuência pública necessários para a realização deste festival; a colocação de policiamento; e o BLOQUEIO DO INTERIOR DO BAIRRO, permitindo-se apenas o ingresso de veículos devidamente autorizados.

O objetivo é impedirmos a circulação e o estacionamento de veículos, fechando todos os bolsões durante o final de semana, permitindo-se apenas o ingresso dos moradores através de entradas exclusivas.

Com isso, todo o fluxo de trânsito no sábado e no domingo deverá ocorrer exclusivamente pelas vias corredores.

Apesar do enorme transtorno, será uma ótima oportunidade para testarmos a implementação do projeto bairro protegido.

Ainda não tivemos resposta de nossas solicitações, mas esperamos por novidades, em breve!